Pitadas de amor, política, sexo, inutilidades, poesia e filosofia.

domingo, 26 de dezembro de 2010

Natal dos bobos




Natal, época de todos os nossos clichês mais hipócritas. Falar com parentes que você nunca vê e que na realidade nem falaria com você passando na rua em um dia qualquer, mas no Natal, temos que abraçar, dizer como é bom vê-lo, desejar-lhe todas as coisas boas possíveis e ainda convidá-los para comer o banquete que você fez com quase toda a grana do décimo terceiro. Você tem que mandar recadinhos no orkut, de preferencia aqueles que vão para todos os contatos, que de uma vez só, você consegue desejar feliz natal desde a sua mãe até aquele cara que você adicionou só por que estava de olho na vaga de emprego que a empresa dele abriu. É época também de gastar nosso dinheiro, primeiro com os presentes, os presentes da família não podem faltar, afinal eles são os mais importantes, e eles nunca entenderiam que você tem contas a pagar ainda maiores que nos outros meses do ano. Afinal só você tem, no natal todas as contas são suspensas, ninguém precisa pagar a luz, a água a internet, a parcela da viagem que você fez no ano passado, contas não existem no natal, o que existe são os presentes. Da namorada ou das namoradas para quem é mais danadinho, d0s irmãos, da afilhada que você só vê uma vez no ano.... e pensamos que os presentes param por ai? Não mesmo.... ainda tem o amigo secreto da empresa que você trabalha, ou da igreja que você frequenta, ou do clube da terceira idade que você vai toda semana só para fazer hidroginástica de graça. Mas se pensou que seu dinheiro vai só para os presentes, ledo engano, ainda tem as benditas colaborações, o envelope dos garis da rua, do carteiro, do vigia do quarteirão, do pessoal da limpeza da firma e não acaba por aí, ainda tem as caixinhas na loja de roupa, na lanchonete, no salão de beleza, na padaria e moedinha por moedinha lá se vai aquele livro que você queria comprar, vira projeto do próximo ano! Isso é espírito natalino, gastar todo seu dinheiro com bobagens, fingir ser uma pessoa melhor e ainda sorrir. Hou hou hou.. Feliz Natal!

Tiago Sousa

0 comentários:

Postar um comentário

Seguidores

Tiago Sousa Fotografia

Arquivo

Like us

Purifikarte