Pitadas de amor, política, sexo, inutilidades, poesia e filosofia.

segunda-feira, 25 de abril de 2011

Sem Título

Acabou, qualquer sonho ridículo, qualquer esperança de felicidade, ou qualquer mudança positiva.
Hoje me contento com o real, com o que esta perto não o que se esvai  no horizonte de outras perspectivas.
Cansei de tentar, de implorar de chorar. A fonte da potencial alegria é a ilusão que engana nossas mentes e restringe nossas proporções ao um punhado de sonhos infantis e sem propósito. Cansei de mim mesmo e dessa vida fútil, desse engodo ingerido diariamente, das mentiras permanentes e das frustrações que permeiam nosso dia a dia. É como acordar e levantar da cama com uma venda nos olhos, pronto para andar na direção do precipício achando que é o paraíso.

Seguidores

Tiago Sousa Fotografia

Arquivo

Like us

Purifikarte